Imprimir

Mensagem do Santo Padre Francisco para a Quaresma de 2016

 

 

Mensagem do Santo Padre Francisco para a Quaresma de 2016

Tema: «“Prefiro a misericórdia ao sacrifício” (Mt 9, 13). As obras de misericórdia no caminho jubilar»

1. Maria, ícone duma Igreja que evangeliza porque evangelizada

2. A aliança de Deus com os homens: uma história de misericórdia

3. As obras de misericórdia

Imprimir

Mensagem do Papa Francisco para o Dia Mundial da Paz 2016

 

VENCE A INDIFERENÇA E CONQUISTA A PAZ


1. Deus não é indiferente; importa-Lhe a humanidade! Deus não a abandona! Com esta minha profunda convicção, quero, no início do novo ano, formular votos de paz e bênçãos abundantes, sob o signo da esperança, para o futuro de cada homem e mulher, de cada família, povo e nação do mundo, e também dos chefes de Estado e de governo e dos responsáveis das religiões. Com efeito, não perdemos a esperança de que o ano de 2016 nos veja a todos firme e confiadamente empenhados, nos diferentes níveis, a realizar a justiça e a trabalhar pela paz. Na verdade, esta é dom de Deus e trabalho dos homens; a paz é dom de Deus, mas confiado a todos os homens e a todas as mulheres, que são chamados a realizá-lo.

 

Imprimir

Mensagem do Papa Francisco para a XXX Jornada Mundial da Juventude

«Felizes os puros de coração, porque verão a Deus» (Mt 5, 8)

Queridos jovens!

Continuamos a nossa peregrinação espiritual para Cracóvia, onde em Julho de 2016 se realizará a próxima edição internacional da Jornada Mundial da Juventude. Como guia do nosso caminho escolhemos as Bem-aventuranças evangélicas. No ano passado, reflectimos sobre a Bem-aventurança dos pobres em espírito, inserida no contexto mais amplo do «Sermão da Montanha». Juntos, descobrimos o significado revolucionário das Bem-aventuranças e o forte apelo de Jesus para nos lançarmos, com coragem, na aventura da busca da felicidade. Este ano reflectiremos sobre a sexta Bem-aventurança: «Felizes os puros de coração, porque verão a Deus» (Mt 5, 8).

Imprimir

Comentário do Assessor Nacional à Mensagem do Papa Francisco para a Quaresma 2015



Partindo de um versículo da carta de Tiago, o Papa Francisco, exorta-nos ao fortalecimento do coração e recorda-nos, uma vez mais, neste «tempo favorável» (cf. 2Cor 6, 2) da Quaresma, a “obrigação” de enfrentar a atitude egoísta da «indiferença». Isto é, “encontrando-me relativamente bem e confortável, esqueço-me dos que não estão bem! Hoje, esta atitude egoísta de indiferença atingiu uma dimensão mundial tal que podemos falar de uma globalização da indiferença”.

Ora “a Deus não Lhe é indiferente o mundo, mas ama-o até ao ponto de entregar o seu Filho [...] E a Igreja é como a mão que mantém aberta esta porta, por meio da proclamação da Palavra, da celebração dos Sacramentos, do testemunho da fé que se torna eficaz pelo amor (cf. Gl 5, 6). […] Por isso, o povo de Deus tem necessidade de renovação, para não cair na indiferença nem se fechar em si mesmo”.

Pensa um pouco:

"Um homem por caridoso que seja, se não for humilde, não terá caridade; e sem caridade, ainda que tenha bastante fé para transportar montanhas, ainda que desse os seus bens aos pobres e o seu corpo ao fogo, tudo lhe seria inútil."

S. Vicente de Paulo

(Coste XII, 210)

Visitas

296124
HojeHoje199
TotalTotal296124